08/12/2012

Assalto à Mão Amada

08/12 : Dia da Família - Meu desejo de que seja sempre possível frear os ponteiros acelerados da vida para vivenciar as imperdíveis cenas de família. Elas são fugazes mas, se bem sentidas, ficam.  












ASSALTO À MÃO AMADA
(Nov/2007)

Fui assaltada nesta manhã
quando tirava o carro da garagem, distraída.


Atacou-me impiedosa
com máscara de mergulho, metralhadora de luz
uma espada na outra mão
e eu,
sem saída.

Pedia-me um dinheiro, um anel, um beijo
em troca da minha vida

Com armas de plástico de pequeno porte
e cara de mau
sem um dedo livre para me segurar
paralisou de imediato
minha rota apressada
e eu,
- daria meu reino por este dia de sorte.

Negociação honrosa e sem morte
tomou vinte e cinco segundos de prosa
cinqüenta centavos pela cena
mais um afago na testa
e passe livre para seguir em paz

Com os bolsos cheios
e os olhos também
com a alma abastada
e o cofre também
dei uma ré feliz
e segui estrada sabendo
que alegria é feita de quase nada

Eu vi
emocionada
ali
me abanando em frente à praça
com cara de sono e sorriso de atriz
minha riqueza de graça

Para minha filha Lau, a meliante.
Terraville, novembro de 2007.

15 comentários:

  1. e eu fiquei na dúvida se era real, se era fantasia.
    uma coisa ou outra, a data, la em riba, me tranquilizou.

    beijo grande, tati.
    um final de semana bacana procê e pra quem cê eleger,m aí em happy port.


    beijão,
    r.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, Roberto, esses assaltos infantis são o máximo!!

      Não gostei foi do que sofri este ano em happy port (hoje em dia, hot port), com cano na orelha e tudo, os moços não foram nada ingênuos. Mas...tu sabes, no Brasil, assalto é uma questão de estatísitca. Por aí as coisas aindam estão um pouco mais tranquilas, né não?

      Excluir
  2. Que susto!
    Que lindo!
    A Lau é uma figura e a mãe dela genial.
    Um beijo com muita saudade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Lau é mesmo muito especial, Fafis.
      Que bom te ter por aqui de novo! E teu blog? Vou lá checar se tá vivo..
      saudade de gargalhar contigo! bjobjo

      Excluir
  3. Assaltos de amor e de alegria são bem-vindos.
    Adorei o nome da sua filha!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem-vindos. Como tua presença aqui no Bicho.

      beijo pra ti!

      Excluir
  4. cara, isso me comoveu até, me lembrei de todos os reinos que perdi em troca de beijos dessas pequenas vigaristas (no meu caso, duas) e suas mágicas e chantagens amorosas, mas não acabou e que bom, agora tenho uma outra vigaristinha, de dois anos e meio, pra me assaltar. A neta!
    Bj grande, Tati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Ira! Que bom poder revisitar histórias de vida, e melhor ainda poder revivê-las nos netos!
      Um ótimo domingo pra ti com os teus, querida.
      E fique atenta aos assaltos (para não perdê-los! rsrs)
      Bjo grande

      Excluir
  5. É muito bom quando nossas mãos acompanham nossa imaginação e criam um texto dessa natureza, dando saltos que transformam a realidade em
    poesia. Excelente, Tati. PARABÉNS!!!

    um beijo

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Tatiana!
    Tem momento mais rico que esse?
    Um assalto de cinquenta centavos onde quem ganha é a vítima,
    ou melhor dizendo, a felizarda por ter dentro de casa
    uma preciosidade.

    P.s: A Lau mandou bem! ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Boa!
    E beijinho à Lau

    e pronto à mãe!

    ResponderExcluir
  8. Um poema lindo, e um assalto que mais nos dá do que tira. Perfeita descrição. Abraços

    ResponderExcluir

Não apague suas pegadas, deixe aqui sua impressão digital!